IPBeja é titular de nova patente

O Instituto Politécnico de Beja é titular de mais uma patente.

Denominada “Pão com elevado teor em amido resistente e respectivo método de produção” surgiu no âmbito do programa doutoral em Doenças Metabólicas e Comportamento Alimentar da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.

O trabalho foi desenvolvido no IPBeja, pela professora Olga Amaral.

“Trata-se de um pão obtido por um processo de fabrico que lhe confere três vezes mais amido resistente que o pão comum”, explica o IPBeja.

Segundo o Instituto Politécnico de Beja, “o amido resistente é um componente com diversos benefícios fisiológicos dos quais se destaca a sua função como fibra alimentar, cujo aumento é uma das formas de tornar os alimentos mais interessantes do ponto de vista nutricional”.