João Dias quer saber quem autorizou uso da A26 para filmagens

O deputado do PCP eleito por Beja questionou o Governo sobre o uso da A26, a auto-estrada que está concluída, mas encerrada.

No passado dia 7, no troço da A26 entre o nó de Grândola Sul e Santa Margarida do Sado foi observada a movimentação de dezenas de viaturas ligeiras e pesadas, bem como de pessoas a pé.

De acordo com o PCP, o troço terá sido usado para filmagens de uma campanha publicitária de um novo modelo automóvel.

Segundo o Partido Comunista, “o facto de não se disponibilizar esta infra-estrutura, paga com verbas e investimento publico, aos utentes, mas depois permitir-se a sua utilização por entidades privadas para outros fim que não aqueles que levaram à sua construção é lamentável e uma falta de respeito pela dignidade de quem vive no distrito de Beja e por todos os que diariamente transitam no IP8 em graves condições de segurança e qualidade de circulação”.

João Dias quer saber que conhecimento tem o Governo da utilização do troço da A26, encerrado ao transito, para outros fins que não o transito e circulação automóvel; qual a finalidade da presença de veículos; quem autorizou a utilização da A26 e para quando a abertura do traçado.