João Paulo Ramôa define prioridades para a Misericórdia de Beja

João Paulo Ramôa, que antes presidia a Assembleia-geral da instituição, está na frente dos destinos da Santa Casa por um mandato de quatro anos.

Como prioridades, o novo provedor define quatro projectos estruturantes: a unidade de cuidados médicos, o centro de noite, a recuperação interior da igreja e novas vertentes para apoio domiciliário. João Paulo Ramôa assegura que se os quatro projectos não estiverem desenvolvidos, não apresentará candidatura a um segundo mandato. O mesmo responsável diz existirem “todas as condições” para o seu desenvolvimento com as muitas possibilidades do actual quadro comunitário.

Num universo de 211 eleitores, votaram 196. João Paulo Ramôa, que foi eleito com 111 votos, realça a “enorme afluência às urnas” sinónimo de “uma instituição viva e com dinâmica”. O novo provedor conta com a envolvência de todos para o desenvolvimento do programa para os próximos quatro anos.