Lendias d’Encantar relembra história do povo português

A Sala Estúdio, do Pax Julia- Teatro Municipal de Beja, é hoje palco da estreia da nova produção da companhia de teatro Lendias d’ Encantar.

A peça de teatro “Vidas Clandestinas” é a “segunda parte de uma trilogia iniciada em 2014 [pela companhia de teatro], com o espectáculo “No limite da Dor”. A iniciativa recorda os tempos de ditadura e clandestinidade vividos antes do 25 de Abril de 1974, durante o antigo regime.

Com a “Vidas Clandestinas”, a Lendias D’ Encantar  pretende “contribuir para a preservação da memória, considerando que esta é uma realidade desconhecida das gerações mais jovens”, explica a companhia de teatro.

Susana Paixão, produtora executiva da Lendias D’ Encantar explicou à Rádio Pax que esta é uma peça de teatro “intensa (…) e extraordinária”, porque “ensina muito sobre a história do povo português”. Em seu entender o “Vidas Clandestinas” é um espectáculo muito emocional.

A companhia de teatro Lendias D’ Encantar pretende fazer uma digressão a nível nacional, mas para já, a peça “Vidas Clandestinas” está em cena, hoje, amanhã e quinta-feira, no Pax Julia- Teatro Municipal de Beja. As sessões têm início a partir das 21h30.