Mineiros procuram intervenção do Ministério do Trabalho

Os trabalhadores da Mina de Neves Corvo vão hoje a Lisboa exigir ao Ministério do Trabalho uma solução para o conflito com a Somincor.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da Industria Mineira (STIM), “compete ao Ministério do Trabalho a intervenção para a prevenção e resolução de conflitos”.

Relativamente à antecipação da idade da reforma o Sindicato acusa o Ministério de manter a posição do governo anterior, ou seja, “uma interpretação ilegítima da lei”.

Para o STIM “o actual Ministério do Trabalho tem de intervir para a resolução do conflito porque é essa a sua obrigação e não tem o direito de dar continuidade ao roubo nas reformas”.

Os mineiros terminam amanhã, sábado, mais uma greve de 5 dias.

Os trabalhadores exigem o fim do regime de laboração contínua no fundo da mina, a humanização dos horários de trabalho, a antecipação da idade de reforma dos trabalhadores adstritos às lavarias e a progressão nas carreiras.