Ministério Público arquiva alegada discriminação racial por “falta de indícios”

O Ministério Público (MP) arquivou, na última segunda-feira, o inquérito a um alegado crime de discriminação racial contra a comunidade cigana em Santo Aleixo da Restauração, concelho de Moura.

Numa nota publicada pela Procuradoria da Comarca de Beja, pode ler-se que “o inquérito, cuja investigação esteve a cargo da PJ, foi arquivado com fundamento na falta de indícios da prática do crime e dos respectivos autores”.

Em Março passado, o Alto Comissariado para as Migrações (ACM) apresentou uma queixa ao Ministério Público devido à existência de indícios de práticas discriminatórias contra a comunidade cigana da aldeia de Santo Aleixo da Restauração.

O caso mereceu também a intervenção da SOS Racismo e da deputada socialista Idália Serrão.