Ministro da Educação está hoje em Beja

Foto | Jornal Açores 9

O Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, vai estar, hoje, em Beja, no âmbito da apresentação pública da Agenda para a Inovação das Políticas de Juventude.

A iniciativa é organizada pela Federação Nacional das Associações Juvenis (FNAJ), em parceria com o município de Beja, a Direção Regional do IPDJ do Alentejo e a FRAJAL – Federação Regional das Associações Juvenis do Alentejo.

Este evento nacional, que sucede às quatro Cimeiras do Futuro Associativismo e Juventude realizadas em Viana do Castelo, Ovar, Santarém e Olhão, decorre às 18:00 horas, no Jardim Público de Beja.

Tiago Brandão Rodrigues irá participar como orador no “Plenário do Futuro”, ao lado de Tiago Manuel Rego, presidente da FNAJ.

No evento estarão, também, presentes Paulo Arsénio, presidente Câmara de Beja, Miguel Rasquinho, diretor regional do IPDJ, Isilda Gomes, vice-presidente da Associação Nacional dos Municípios Portugueses e Dário Silva, vice-presidente do conselho diretivo da Associação Nacional de Freguesias.

O evento terá, ainda, a apresentação dos “Objetivos da Juventude Portuguesa”, desenvolvidos pela FNAJ, que consistem num conjunto de 25 propostas da juventude para responder aos desafios do mundo moderno e para um país mais justo e igual, que foram, recentemente, apresentados por 25 jovens de todo o país ao Presidente da República, no Palácio de Belém.

Assentes em cinco pilares, estes respondem aos desafios da emancipação e participação jovem, da educação e informação, da igualdade e coesão social, da ecologia, tecnologia e inclusão e da saúde, cultura e desporto, tendo na cogestão das políticas de juventude e na justiça intergeracional as suas maiores reivindicações.

A Agenda para a Inovação das Políticas de Juventude é um documento que pretende ser um referencial estratégico para a conceção e inovação de políticas de juventude de base local e nacional, com o objetivo de construir um futuro mais participativo e inclusivo alinhado com as causas e prioridades da atual jovem geração.

“O objetivo é que esta Agenda seja um documento inspirador para as eleições autárquicas de 2021, pugnando por mais e melhores políticas para a juventude, que envolvam os jovens nos órgãos de decisão e que incentivem e valorizem a sua participação na construção do futuro das suas comunidades, em linha com as suas causas e reivindicações”, refere o presidente da Federação.