MUSP marca presença no Dia de Luta pelos acessos do distrito

Em nota de imprensa, o MUSP considera que a conclusão do IP8 e do IP2, assim como a reparação das estradas regionais, “contribuirão para o desenvolvimento da região assim como para a fixação de mais pessoas, novas potencialidades, mercados e empregos”.

No mesmo documento, o Movimento acrescenta que “o estado em que encontram os itinerários constitui uma verdadeira ameaça à segurança rodoviária”, contribuindo para a sinistralidade e para a mortalidade das estradas do distrito.

Paulo Conde, do Movimento dos Utentes dos Serviços Públicos, apela à participação dos utentes na concentração e reforça o apoio a todas as iniciativas que lutem por melhores condições de vida dos utentes.