Nova fonte de fornecimento de água a Beja vai minimizar efeitos da seca

A EMAS- Empresa Municipal de Água e Saneamento de Beja considera que a fraca precipitação registada deve motivar preocupações.

Ainda assim, Rui Marreiros, administrador executivo da empresa responsável pelo fornecimento de água ao concelho de Beja, não espera problemas de maior ao nível do abastecimento às populações.

O concelho de Beja tem actualmente duas origens de água: a barragem do roxo e as captações subterrâneas. A estas junta-se, já no Verão, a nova Estação de Tratamento de Água que está ligada ao Alqueva.

O investimento, na ordem dos 5 milhões de euros, cria um “conforto acrescido perante problemas de agravamento da falta de água nas origens tradicionais”, sublinha Rui Marreiros.