Odemira “congratula-se” com abandono da prospecção de petróleo

A Câmara Municipal de Odemira congratula-se pelo facto de a ENI/GALP ter abandonado o projecto de prospecção e exploração de petróleo ao largo de Aljezur. A deliberação foi tomada na reunião de câmara realizada no final de Outubro.

Em nota de imprensa o município refere que “desde a primeira hora que a Câmara e a Assembleia Municipal de Odemira assumiram uma posição unânime contra a exploração de petróleo na Costa Sudoeste, denunciando a incoerência de aceitar a exploração de petróleo frente para um Parque Natural, numa zona costeira com valores ambientais únicos a nível europeu, com espécies protegidas por directivas comunitárias e com regimes de protecção muito exigentes para as populações”.

O Executivo de Odemira considera “inaceitável que o Sudoeste Alentejano seja confrontado com a exploração, sem consulta prévia às entidades locais, sem estudos de avaliações dos impactos económicos, sociais e ambientais, ao arrepio dos objetivos assumidos por Portugal no âmbito do Acordo de Paris, que apontam no sentido da transição energética para uma economia de baixo carbono”.

José Alberto Guerreiro, presidente da Câmara de Odemira, afirma que este projecto de prospecção fazia sentido há 30 anos. Em seu entender, hoje, há outras formas de procurar fontes de energia limpas.