“Odemira Empreende” na FACECO

Este Programa visa, segundo o município, “a promoção do desenvolvimento económico e da coesão territorial, através de várias medidas e acções para dinamizar e impulsionar o tecido empresarial, com vista à captação de novos investimentos, criação de emprego e qualificação do tecido empresarial, uma das prioridades estipuladas pelo executivo municipal para o mandato 2013/2017”.

Através das medidas “Apoio Financeiro ao Investimento” e “Apoio à Criação do Próprio Emprego”, o Município já aprovou mais de 210 mil euros de apoios financeiros a 25 projectos. Entre Julho de 2015 e Julho de 2016 foram apresentadas 43 candidaturas.

Estes números são “a prova de que Odemira está viva, que existe gente aqui capaz de ter boas ideias, implementar bons projectos”, afirmou, Ricardo Cardoso, responsável do desenvolvimento económico do concelho.

O “Odemira Empreende” é um programa vasto com inúmeras medidas. As mais relevantes são o apoio financeiro aos novos empreendedores e às novas ideias, a isenção de taxas municipais, a possibilidade de isenção de impostos municipais, a divulgação das boas iniciativas e das boas práticas com a implementação do prémio “espirito empreendedor”, a procura e oferta de emprego através da bolsa de emprego municipal.

Segundo o vereador da Câmara de Odemira “há um conjunto lacto de medidas que obviamente foram pensadas para resolver um conjunto de preocupações, que nós sentimos, e que eram as preocupações do tecido económico do concelho de Odemira”.

Faz parte do Programa “Odemira Empreende”, o “Prémio Espirito Empreendedor” que laureou, este sábado, várias ideias empresariais. Nos prémios para a melhor Proposta de Iniciativas Empreendedoras e Criativas foram contemplados os projectos Zupa Sky, de José António Carvalho, com 500 euros; Monte Corgo da Vaca, de António Guerreiro, com 1000 euros e Basscatch in santaclara, de Joaquim Rosalino, com 1500 euros. O prémio Proposta de Iniciativas Empreendedoras e Criativas foi para o projecto Pão Quente, de André Ramos, com 2000 euros.

A FACECO continua a fazer a promoção do território, dos seus produtos e actividades, das colectividades e dos atores locais.