12°C
Scattered clouds

OE2022: Autarca de Beja satisfeito com reforço de verbas para Educação

OE2022: Autarca de Beja satisfeito com reforço de verbas para Educação

O presidente da Câmara de Beja, Paulo Arsénio (PS), congratulou-se hoje com o reforço de verbas para a Educação, no âmbito da transferência de competências, atribuindo a “conquista” à Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP).

“Em Beja, temos uma duplicação face ao valor inicial” que a autarquia recebe do Estado por escola e “isso foi uma conquista e um avanço que a ANMP conseguiu”, afirmou à agência Lusa o autarca alentejano.

Segundo o presidente do município e também vogal do conselho diretivo da ANMP, a Câmara de Beja vai receber anualmente do Estado, em média, por escola, cerca de 40 mil euros em vez de 20 mil euros, inicialmente previstos.

“Poder-se-ia dizer que era necessário mais e, claro, que temos de continuar a bater-nos por conseguir mais, mas, por exemplo, no caso de Beja, havendo uma duplicação do valor por escola, já é um avanço com algum significado”, considerou.

Ainda assim, Paulo Arsénio considerou “desejável” que seja feito “mais algum acerto” nas verbas a transferir para os municípios, devido ao aumento dos preços dos combustíveis e da energia elétrica.

“Os custos dispararam para valores que não eram expectáveis há um ano ou dois anos atrás e isso coloca-nos numa situação mais difícil”, notou, frisando que “o Estado, se tivesse as escolas sob sua responsabilidade, teria de suportar essas despesas”.

O parlamento reforçou recentemente em 10,8 milhões de euros as verbas destinadas à Educação do Fundo de Financiamento da Descentralização (FFD) para as autarquias no Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), respondendo a uma das reivindicações dos municípios.

As alterações, aprovadas durante a votação na especialidade do OE2022, a partir de uma proposta socialista, estabelecem também as verbas anuais a atribuir aos municípios por cada escola que passa para a alçada destas autarquias, segundo critérios de área e de idade do edifício.

Recordando que a autarquia assumiu, no início de 2021, as competências na área da Educação, o autarca socialista salientou que, desde então, “já foram ultrapassadas vários constrangimentos” que existiam nas escolas do concelho.

Foram lançados “concursos para completar os rácios de funcionários, que não estavam completos quando as escolas estavam na administração central, além de pequenas intervenções que estavam à espera, há muito tempo, nas escolas”, adiantou.

Nesse sentido, segundo o presidente da autarquia, a comunidade escolar do concelho de Beja “globalmente está satisfeita com a gestão que a câmara tem feito das escolas”.

Rádio Pax / Lusa

PUB

PUB

PUB

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn

Farmácia de serviço hoje na cidade de Beja

Publicidade

Mais Lidas

1
Ourique
Incêndio fatal em Ourique: homem perde a vida aos 62 Anos
2
Ressonância
Hospital de Beja: A espera terminou, Ressonância Magnética chegou
3
Bombeiros
Polémica nos Bombeiros de Beja: Lista rejeitada responde a comunicado da direção 
Devemos acarinhar os eleitores do Chega? Não! Não podemos
5
Odemira
Alunas de Odemira brilham em competição de ciência em Itália
6
25 de Abril
50 anos de Abril: Catarina Eufémia, um símbolo da luta antifascista
7
roubos em Beja
Semana com ameaças, agressões e roubos em Beja
8
agricultores
Agricultores que cortaram estrada em Serpa identificados pelas autoridades

Recomendado para si

20/07/2024
Helder Guerreiro destaca importância de Odemira e exige ação do governo (com vídeo)
19/07/2024
Deputado do PSD “surpreso” com posição da Câmara de Serpa
17/07/2024
Socialistas visitaram obras no Monte da Rocha
15/07/2024
Câmara de Serpa acusa Governo de “comportamento inaceitável”
13/07/2024
Esplanadas do Centro Histórico de Beja isentas do pagamento de taxas
12/07/2024
BE “saúda” posição da CIMBAL
12/07/2024
Secretária de Estado da Gestão da Saúde em Beja e Serpa
12/07/2024
PCP Beja promove debate sobre Palestina