Operacionais da Cruz Vermelha vítimas de acidente foram a enterrar

Os funerais dos dois socorristas da Cruz Vermelha que perderam a vida em serviço, na sequência de um acidente da EN258, realizaram-se esta quinta-feira em Safara, concelho de Moura.

As homenagens fúnebres começaram cerca das 11h00, na casa mortuária da localidade.

O percurso até ao cemitério foi feito a pé.

Entre familiares, amigos e, principalmente, elementos da Cruz Vermelha, foram milhares as pessoas que estiveram presentes no último adeus aos dois operacionais.

O acidente ocorreu na passada terça-feira, cerca das 22 horas.

António Caeiro, de 49 anos, e José Liberato, de 50, seguiam em marcha de urgência numa ambulância da Cruz Vermelha para socorrer um homem que se tinha sentido mal, quando se despistaram numa curva.

A viatura caiu a uma ribanceira com cerca de 10 metros de altura. Os dois homens morreram e um terceiro, Feliciano Rodrigues, de 42 anos, ficou com ferimentos ligeiros.