Opinião: Joaquim Estevens

Estimados ouvintes da Rádio Pax!

Comemora-se daqui a dois dias, aquela que foi a data  mais importante na história recente de Portugal: O 25 de Abril de 1974, foi sem qualquer dúvida, um marco histórico na nossa vida.

Tal como na história, se fala em datas antes de Cristo e depois de Cristo, também em Portugal, podemos assinalar um antes e um depois da revolução de Abril.

Decorridos 47 anos sobre a data, podemos afirmar,  que nada foi daí para cá como o  era dantes; tudo mudou: Desde as relações de trabalho, às relações sociais, tudo conheceu novas formas de estar e pensar.

Para as pessoas da minha idade, que tal como eu, viveram o 25 de Abril e o seu pós, com aquela candura própria da juventude, sentem que o caminho percorrido não tem sido o melhor, já que abundam  a cada passo os desacatos e atropelos que nunca estiveram consignados na declaração de princípios que nortearam o grupo de militares que levou a cabo a destituição do regime até então vigente.

Decorrido que é quase meio século, sobre aquela madrugada,  existe muita gente que  vive e carrega alguma frustação, já que  os principios e os ideais propalados nessa altura eram em grande parte, diferentes daquilo que hoje é regra e na qual vivemos.

De 1974 para cá, muito se fez : Umas coisas bem, outras nem tanto: Muito está ainda por fazer para Portugal ser aquele país onde era para dar gosto viver.

Os jovens não podem encarar o futuro como uma miragem e aqueles que deram o melhor  seu esforço e contributo para o país, julgam-se e com inteira razão, merecedores de alguma tranquilidade.

É profundamente lamentável que em vez das palavras progresso e desenvolvimento, oiçamos cada vez mais falar em corrupção e injustiças de vária ordem.

Como dizia um velho amigo meu: Não foi para isto que se fez o 25 de Abril.

Por mim, acho que a liberdade, o respeito e a fraternidade, são pilares fundamentais de qualquer sociedade que se quer democrática e desenvolvida.

Com um abraço, desejo a todos um bom feriado.

Joaquim Estevens

Empresário e Director da Rádio Pax