Ovinos criados no Baixo Alentejo a caminho de Israel

O embarque dos animais foi acompanhado pelo Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação. Pedro do Carmo, deputado do PS eleito por Beja, esteve também presente. 

Os animais que ontem seguiram em direcção a Israel foram criados nos campos do Baixo Alentejo. O deputado do PS eleito por Beja tem acompanhado este processo negocial de desburocratização dos mecanismos e de cumprimento das regras impostas por Israel para a exportação de animais vivos. Pedro do Carmo acredita que é possível no futuro exportar os animais não só por via marítima como por via aérea através do aeroporto de Beja.

A abertura deste novo mercado, protagonizada pela empresa Carlos Alves e Hélder Alves-Agro-Pecuária Lda de Ourique e pela Raporal S.A., “é mais um passo positivo para a economia regional, traduzindo-se num importante estímulo para os produtores locais”, acrescenta Pedro do Carmo.

Carlos Alves, produtor de Ovinos, afirma que se trata de um mercado muito importante. Este processo agora iniciado abre “novos horizontes”.

De acordo com o empresário, “a guerra de preços entre a grande distribuição” prejudica os criadores.

De acordo com o Ministério da Agricultura, em Maio deverá partir novo carregamento de 5 mil ovinos. O Governo espera que Israel venha a importar entre 40 e 50 mil ovinos por ano.