Patrimónios do Sul mantém formato de três dias em 2020

A  Patrimónios do Sul fechou as portas com balanço muito positivo.

O certame realizou-se, durante três dias, no Parque de Feiras e Exposições Manuel de Castro e Brito, em Beja.

A iniciativa “promoveu a identidade do território do sul do país ao nível económico, cultural e turístico”,

Em destaque estiveram os vinhos, os produtos agroalimentares, o turismo, a biodiversidade, as artes e ofícios, a gastronomia, a caça e a pesca, a tradição taurina e as aves.

Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja, considera que a iniciativa “correu bem”. Em seu entender, “a Feira esteve melhor estruturada” que a de 2018. O “regresso da Canibeja, o crescimento do Beja Educa e a mudança [espacial] da Vinipax” contribuíram para o sucesso do certame.

O autarca refere ainda que “existem alterações e mudanças” que devem ser realizadas já no próximo ano.

Em 2020, a Patrimónios do Sul manterá o formato de três dias.