“Patrimónios do Sul promove identidade do território”

A Feira “Patrimónios do Sul” está em contagem decrescente.

O certame que “promove a identidade do território do Sul do país ao nível económico, cultural e turístico”, começa amanhã e prolonga-se até domingo, no Parque de Feiras e Exposições Manuel de Castro e Brito, em Beja.

Produtos agro-alimentares, turismo, biodiversidade, artes e ofícios, caça e pesca, tradição taurina e aves são algumas das iniciativas que estarão em destaque, assim como a gastronomia, a dieta mediterrânica, a música e as actividades destinadas às crianças.

A feira divide-se em dez temáticas: Vinipax, Artes do Sul, à conversa, Sul à mesa, Beja Educa, petiscos, caça e pesca, Beja brava, Avibeja e espectáculos.

Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja, entidade promotora refere que a “Patrimónios do Sul” representa a ligação entre a “tradição e a modernidade”.

O autarca espera que o certame “seja um evento congregador dos patrimónios” [do sul do país] e demonstre as potencialidades do território.