PCP acusa PS de “eleitoralismo”

O PCP vem em comunicado acusar o PS de “eleitoralismo”. Os comunistas dizem que o Partido Socialista anunciou “em pleno período eleitoral, o reforço de verbas futuras para a cultura, e agora os dados referentes ao concurso de apoio bienal às Artes, publicados a dia 11 de Outubro, apontam para uma redução de 8% das verbas para a Região Alentejo”, ou seja “mais de 180 mil euros”.

O Partido Comunista Português acusa ainda os socialistas de “eleger apenas duas das dezenas de candidaturas elegíveis, colocando em sérias dificuldades diversas estruturas face às necessidades da criação artística na região”.

O PCP considera que o “orçamento para a Cultura é manifestamente insuficiente e põe em causa o cumprimento do direito à criação constitucionalmente consagrado”.

Esta foi uma das matérias em cima da mesa na reunião da passada terça-feira da Direcção Regional do Alentejo do PCP.

Em discussão esteve também, a “legislatura anterior”. Os comunistas acusam o PS de “não ter feito o que deveria pela região porque não quis”. No comunicado enviado às redacções, o PCP refere que “sempre que o PS esteve no governo só ou acompanhado com PSD e CDS o Alentejo ou estagnou, ou andou para trás”.

João Dias Coelho, membro da Comissão Política do Comité Central do PCP e responsável pela Direcção Regional do Alentejo do PCP disse à Rádio Pax que “durante o período da campanha leitoral”, o PS “utilizou de forma vergonhosa o aparelho de Estado”.