PCP questiona Governo sobre falta de médicos no Hospital de Beja

O Grupo Parlamentar do PCP dirigiu várias perguntas ao Governo na sequência do manifesto público, assinado por doze directores de serviço do Hospital José Joaquim Fernandes, onde expressam a sua “preocupação pela situação de absoluta carência de médicos para fazer face às necessidades assistenciais da população”.

Os comunistas frisam que têm “alertado para a crónica carência de médicos” na Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), numa região onde a população “reside em locais distantes dos serviços de saúde de carácter especializado”.

João Ramos, deputado do PCP eleito por Beja, quer saber se o Governo tem conhecimento da situação e das preocupações das chefias intermédias; que medidas estão a ser tomadas para que seja assegurada a escala de Urgência e para quando a abertura do concurso para as especialidades onde há carência de profissionais na Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo.