Pena suspensa para condutor que atropelou militar da GNR

O homem que atropelou um militar da GNR na noite de quarta-feira, na vila de Cuba, foi julgado em processo sumário.

Em cúmulo jurídico, o indivíduo foi condenado pelo Tribunal de Cuba a pena única de três anos, suspensa por igual período.

O homem de 20 anos foi detectado pela GNR a efectuar manobras perigosas, depois das 21h30 de quarta-feira, na vila de Cuba. A Guarda Nacional Republicana deu ordem de paragem, mas o condutor não obedeceu. Durante a fuga, embateu numa viatura e só parou quando perdeu um controle do carro e colidiu com uma árvore na mata de Cuba.

Com a GNR a preparar-se para deter o indivíduo, este recuou a viatura e atropelou um militar causando ferimentos ligeiros.

O indivíduo condizia alcoolizado e sem carta de condução.