Plano Nacional de Regadios avança no Alentejo

O Ministro da Agricultura assinala hoje o arranque do Plano Nacional de Regadios no Alentejo.

O documento prevê um alargamento do projecto de Alqueva em 49 mil hectares de regadios distribuídos por 13 novos blocos de rega, nomeadamente cinco no distrito de Évora, sete no de Beja e 1 no de Setúbal.

No distrito de Beja estão previstos os blocos de rega de Messejana (Aljustrel); Cabeça Gorda/Trindade (Beja); Cuba/Odivelas (Cuba); Póvoa de São Miguel/Amarela/Moura (Moura); Marmelar e Vidigueira (Vidigueira) e Vila Nova de São Bento (Serpa).

A par da criação dos novos blocos, o Plano prevê a ligação de Alqueva aos concelhos de Castro Verde, Almodôvar e Ourique e parte dos de Odemira e Mértola.

O Plano Nacional de Regadios prevê um investimento de cerca de 500 milhões de euros para construção de novos regadios e requalificação de regadios obsoletos, beneficiando uma área de 90 mil hectares.

O financiamento está assegurado por verbas do Programa de Desenvolvimento Rural e de dois empréstimos num total de 260 milhões de euros concedidos pelo Banco Europeu de Investimento e pelo Banco do Conselho da Europa.