Plataforma Alentejo quer audiência com Primeiro Ministro e Presidente da República

O Secretariado da Plataforma Alentejo “considera muito positivo o balanço da actividade desenvolvida” até ao momento.

Na nota de imprensa enviada às redacções o secretariado sublinha a “necessidade de prosseguir e intensificar” o trabalho da Plataforma “com uma nova fase de intervenção, no curto prazo, mais incisiva, tendo presente a importância, justeza, premência e interesse nacional das propostas que têm vindo a ser apresentadas e a possibilidade e necessidade de ir mais longe nos resultados e compromissos já alcançados, designadamente nas soluções ferroviárias”.

A Plataforma Alentejo pretende, a curto prazo realizar um conjunto de reuniões de trabalho com o Ministro das Infraestruturas e da Habitação, com a Administração do Porto de Sines e com a CCDR do Alentejo.

O secretariado quer também proceder à elaboração de uma exposição sobre as acessibilidades no Alentejo e solicitar ao Primeiro Ministro e ao Presidente da República audiências para a sua entrega e fundamentação.

A Plataforma decidiu ainda avaliar melhor a possibilidade de realizar, no próximo dia 15 de Setembro uma Convenção do Alentejo sobre as acessibilidades (Marítimas, Aeroportuárias, Ferroviárias e Rodoviárias) e sobre o Planeamento e Ordenamento do Território considerando o facto da revisão do PROTA já estar em curso.