Pneumonia mata mais em Beja

Um quarto dos doentes internados com pneumonia no distrito de Beja morreu, diz o Relatório de 2017 do Observatório Nacional das Doenças Respiratórias (ONDR).

Segundo o documento, que avalia dados entre 2005 e 2015, nos distritos de Setúbal, Portalegre, Santarém e Faro a mortalidade foi igualmente alta, ainda que mais reduzida do que em Beja.

De acordo com o Observatório, “a pneumonia (excluindo o cancro do pulmão) é de longe a maior causa de letalidade respiratória em Portugal:  cerca de 55 mil mortes por 100 mil habitantes, um valor muito acima da média europeia que é de cerca de 25 mil mortes”.

Beja tem uma percentagem de óbitos de 25%, a maior do país. Um em cada quatro doentes internados faleceu devido à pneumonia.