Professores em greve

Os Sindicatos de Professores agendaram para hoje uma greve, dia em que estava prevista a presença do ministro da Educação no parlamento para debate do Orçamento do Estado na especialidade.

A Federação Nacional de Professores (FENPROF) avança com um Dia Nacional de Luta dos Professores e greve. A Federação exige um descongelamento justo das carreiras, a contagem integral do tempo de serviço e um regime especifico de aposentação.

A Frente Sindical de Docentes, constituída por oito sindicatos de professores, marcou também uma paralisação para hoje. Em comunicado, os sindicatos referem que a situação dos professores e educadores será bastante agravada com o Orçamento do Estado de 2018. Em causa está o tempo de serviço dos docentes no período de congelamento (9 anos e 4 meses) que não será contabilizado para efeitos de progressão na carreira.

A Federação Nacional de Educação (FNE) também anunciou a realização de uma concentração em Lisboa hoje e entregou um pré-aviso de greve para garantir a adesão dos docentes.