Remoção de amianto em duas escolas de Beja avança no próximo verão

Foi publicado na passada sexta-feira, o concurso para a remoção de coberturas de amianto, no qual estão incluídas a Escola Mário Beirão e a Escola de Santiago Maior, em Beja.

A Câmara Municipal de Beja é uma das 25 autarquias a nível nacional, que integra o programa nacional para remoção de amianto, que abrange mais de 600 edifícios escolares em todo o país.

No conjunto os dois estabelecimentos de ensino representam uma área de quase 7000m² de amianto.

O valor das duas intervenções deverá rondar os 462 mil euros, dos quais cerca de 80% são financiados a fundo perdido e 20% decorrem de pagamento de tesouraria da autarquia de Beja.

As obras vão ser executadas no final do presente ano letivo, durante as férias de verão e o município bejense prevê que estejam concluídas até ao início do ano letivo 2021/2022.

Recorde-se que, no distrito de Beja além das escolas Mário Beirão e Santiago Maior, em Beja, estão, também, contempladas a escola Secundária de Aljustrel, a Básica e Secundária de Almodôvar, a Escola Básica e Secundária de Ferreira do Alentejo, a Básica e Secundária de Mértola, a Escola Básica de Odemira e as duas escolas Básicas de Serpa.