Sector da construção civil com forte dinâmica no distrito de Beja

Entre janeiro e março deste ano, Beja foi um dos cinco distritos nacionais, onde se pediram mais orçamentos online para a realização de projetos e obras de construção civil, revelam os dados mais recentes da plataforma digital Habitissimo.

Com um aumento do número de pedidos, na ordem dos 52%,face ao período homólogo de 2020, Beja incorpora a lista de cidades portuguesas, nas quais a transição digital foi mais notória.

A capital de distrito do Baixo Alentejo sucede a Santarém (+69%), Portalegre (+64%), Guarda (+58%) e Évora (+54%) no top-5 nacional.

Do lado dos profissionais que mais investiram para destacar os seus serviços na plataforma, Beja sobe ao top-2 nacional com +65%, face ao mesmo período do ano passado.

Portalegre (+107%), Guarda (+59%), Braga (+38%) e Bragança (+28%) foram os distritos que, juntamente com Beja, tiveram mais profissionais a investir na promoção digital.

No que diz respeito aos serviços mais requisitados, a Carpintaria e Marcenaria (+200%), a Remodelação de Cozinha (+200%), a Caixilharia (+140%), a Climatização (+140%) e a Construção de Piscina (+122%) constituíram o top-5 com aumento mais expressivo no primeiro trimestre.

“Em Beja assistimos a duas grandes tendências: por um lado, a adesão à facilidade e conveniência que tornam os serviços digitais tão atrativos, até neste setor; por outro, a pressão da procura crescente sobre a mão-de-obra local qualificada”, declara Ariel Quintana, Country Manager do Habitissimo para Portugal.

A plataforma Habitissimo permite pedir profissionais para realizar obras, reabilitações ou serviços domésticos, on demand. O reforço da cobertura regional, com mais profissionais e empresas locais inscritos, está entre os objetivos da marca para o resto do ano.