Setor da construção com indicadores negativos no Alentejo

No 2º trimestre de 2021 foram licenciados em Portugal 6,5 mil edifícios, mais 27,1% face ao mesmo trimestre do ano anterior, revela o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Todas as regiões do país registaram um crescimento homólogo no licenciamento para construções novas, à exceção da região do Alentejo onde as construções novas recuaram 1,9%.

No 2º trimestre de 2021, o Alentejo registou um decréscimo de 1% nos edifícios concluídos face a igual período de 2020, ao lado de regiões como a Área Metropolitana de Lisboa e Algarve.

As obras concluídas para reabilitação aumentaram 4,4%, no país. No Alentejo registaram uma quebra de 16,7%.

No 2º trimestre de 2021, foram concluídos 4,5 mil fogos em construções novas para habitação familiar, correspondendo a um acréscimo de 7,1% face ao 2º trimestre de 2020. O INE estima que este crescimento tenha atingido os 26,9% no Alentejo.