Somincor adia investimentos em Neves-Corvo

A Lundin Mining Corporation decidiu adiar as construções do Projecto de Expansão do Zinco / Zinc Expansion Project (ZEP) à superfície em Neves-Corvo.

A decisão é justificada pelas “perturbações laborais ocorridas no último trimestre de 2017 e a possibilidade de ocorrência de novas greves no primeiro trimestre de 2018”.

Em Nota enviada à Rádio Pax, a Somincor frisa que “é crítico garantir a competitividade a longo prazo da mina de Neves-Corvo e que os projectos decorram de forma eficiente, de forma a atingir os retornos esperados do investimento”.

O investimento previsto e agora adiado é de 260 milhões de euros, “o maior investimento na Somincor desde que iniciou a sua produção há mais de 25 anos”.

A empresa assegura que “continua a investir em projectos de prospecção e de desenvolvimento com vista à descoberta de novos depósitos de minério que possam vir a representar uma extensão da actual vida da mina de Neves-Corvo (2029)”.