SPZS crítico no arranque de um novo ano lectivo

Milhares de estudantes regressam a partir de hoje às escolas. As aulas devem, segundo o calendário oficial, arrancar até segunda-feira.

Joaquim Páscoa, presidente do Sindicato de Professores da Zona Sul (SPZS), afirma que “pela primeira vez as escolas vão começar o ano sem professores contratados” e sem os quadros “completamente preenchidos”. As turmas vão ficar com um número muito elevado de alunos e com estudantes e professores com horários “sobrecarregados”, acrescenta o sindicalista.

O Sindicato teme que se voltem a verificar casos de crianças com fome nas escolas.