SPZS reuniu com docentes do IPBeja

Em causa estão os “vários factores que condicionam o funcionamento do Ensino Superior”. Segundo o SPZS, “a ausência de respostas e medidas do Governo para este sector” tem provocado “insegurança nas instituições”.

A primeira reunião sindical aconteceu ontem, com os docentes do Instituto Politécnico de Beja. Na opinião do Sindicato, o “desemprego, a precariedade e a desvalorização das carreiras” exigem a alteração das políticas actuais. O subfinanciamento da educação é o principal problema identificado pelo SPZS que aponta o dedo ao Governo acusando-o de “desvalorizar o ensino superior politécnico, transformando-o numa via de segunda escolha”.

Manuel Nobre, presidente do SPZS, defende que “o Governo não pode olhar para os Politécnicos com a distância de quem está nos gabinetes, sem ter em conta a sua importância para o desenvolvimento das regiões”.