Turismo recuou no Alentejo

O número de dormidas no Alentejo caiu em Dezembro passado 0,7% comparativamente com período homólogo, indicam os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

As dormidas de residentes na região caíram 4,2% face a Dezembro de 2017.

As dormidas de não residentes subiram 11,3% em comparação com período homólogo. O maior crescimento registado no país.

No Alentejo, os proveitos totais caíram 6,9% em Dezembro passado e os de aposento 3,3% quando comparados com Dezembro de 2017.

O Rendimento médio por quarto disponível caiu dos 19,9 euros em Dezembro de 2017 para os 19,8 euros em Dezembro passado.

O INE frisa que “no período de Janeiro a Dezembro de 2018, em termos de dormidas totais na hotelaria, o realce vai para os crescimentos de 5,2% no Norte (região com um peso de 13,7% nas dormidas anuais) e de 3,6% no Alentejo (quota de 3,2% em 2018)”.