ULSBA perde profissionais de saúde

O mapa da evolução dos recursos humanos nos Cuidados de Saúde Hospitalares agora publicado no Portal do Serviço Nacional de saúde (SNS) revela que a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) tem vindo a perder médicos especialistas.

Os dados indicam que em 2015 a ULSBA tinha 91 médicos especialistas. No ano seguinte chegou aos 93 especialistas. Em 2017 o número caiu para os 87 e em 2018 para os 83.

O número de médicos internos está em queda desde 2015. Em 2015 a Unidade Local de Saúde somava 55 internos. Em 2016 caiu para os 48. Em 2017 eram 43. No ano passado regressou aos 48.

No que diz respeito aos enfermeiros, o número tem aumentado desde 2015.

Naquele ano a ULSBA somava 374 enfermeiros. Em 2016 o número subiu para os 386. Em 2017 eram 389 e no ano passado 411.

Os técnicos superiores de saúde caíram dos 31 em 2015 para os 16 em 2018 na ULSBA.

Os Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica caíram dos 108 em 2015 para os 93 em 2018.

As dificuldades em fixar médicos parecem aumentar já que os concursos lançados na ULSBA ficam desertos.