Vale da Rosa vai investir 1,5 milhões de euros em nova fábrica

Vale da Rosa vai realizar um investimento de 1,5 milhões de euros no lançamento de passas de uva e construção de uma nova fábrica.
O projecto será realizado num terreno de 6 hectares, dentro do espaço da herdade Vale da Rosa.
A empresa, conhecida pelas uvas sem grainha, produz cerca de 6 mil toneladas de uva, nos actuais 250 hectares. No entanto, o objectivo é duplicar a área de produção para 500 hectares e 15 mil toneladas de uva.

Situada no Concelho de Ferreira do Alentejo, a Herdade Vale da Rosa é o maior produtor de uva de mesa do país. A uva sem grainha deu a esta herdade, que é uma das mais modernas empresas agrícolas de Portugal, grande notoriedade nacional e internacional. Em média, a empresa dá emprego a 400 pessoas durante o ano chegando às 700 no período de colheita. Segundo o Comendador António Silvestre Ferreira, administrador da Herdade Vale da Rosa, “a ideia é continuar a aumentar o número de colaboradores porque estamos a plantar mais”.

O empresário não tem dúvidas que, nestes últimos anos, “o mundo decidiu gostar muito das uvas sem grainha. Assim sendo, o futuro da uva de mesa está exatamente na uva sem grainha. Não só no país como internacionalmente a procura é muito grande (…) “.

Um dos factores que contribuiu para o sucesso deste produto é o facto da herdade estar situada num Concelho do Alentejo que é Ferreira e abrangida pela rede de rega de Alqueva, o que “imprime características de sabor muito particulares áquilo que nela se produz. Assim sendo, as nossas uvas sem grainha são uvas particularmente saborosas, aliás, como tudo que se produz nesta região”, garante António Silvestre Ferreira.

Há muitos anos que a Herdade Vale da Rosa começou a exportar uvas. Em 1972 o pai do Comendador começou por exportar para Inglaterra. Depois de uma interrupção de vários anos as exportações recomeçaram no ano 2000. Hoje, a Herdade Vale da Rosa exporta quase 30% da sua produção para vários países da Europa, China, Vietname e Angola. Neste momento, Brasil e Dubai também já estão a saborear as uvas sem grainha de Ferreira do Alentejo.

O Comendador António Silvestre Ferreira acredita que o Alentejo, devido a Alqueva e à qualidade da terra, é a região mais promissora do país. “Temos uma região fantástica para imprimir sabor aos produtos que se produzem nela”. O empresário realça ainda a importância das empresas investirem na formação. “Só assim, com formação adequada, conseguimos ser competitivos, em pé de igualdade com os melhores”, afirma, convicto.

Vale da Rosa é já um importante pólo de desenvolvimento económico, não só do concelho de Ferreira do Alentejo mas de toda a região Baixo-Alentejo.