Vindimas atrasadas no Alentejo

Este ano as vindimas deverão começar mais tarde. As condições climatéricas verificadas este Verão devem obrigar a maioria dos viticultores a adiar o arranque das vindimas, prevê a Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA).

Os técnicos continuam no terreno a avaliar o estado de maturação das vinhas bem como a dimensão do escaldão provocado pelas temperaturas extremas que se fizeram sentir no início do mês.

Alguns viticultores estimam quebras de produção na ordem dos 30%.

Maria Amélia Vaz da Silva, técnica do departamento de marketing da CVRA, considera que ainda é cedo para ter uma ideia da dimensão dos estragos provocados pela onda de calor pois as elevadas temperaturas atingiram de forma diferente cada uma das sub-regiões do Alentejo.