Zé Carlos Albino espera chegar à 4ª edição do “Reino do Gerúndio”

Zé Carlos Albino apresenta, esta tarde, pelas 19 horas, na Biblioteca Municipal de Beja, a 3ª edição do seu último livro “No Reino do Gerúndio- Escritos Poéticos”.

O livro já foi apresentado, em Lisboa, na Casa do Alentejo, na sua terra natal, em Messejana e na Biblioteca de Aljustrel.

A obra, com chancela das “Edições OZ”, reúne um conjunto de “escritos poéticos”, que o autor “vem escrevendo há vários anos”. O prefácio é assinado por Nicolau Santos, que considera Zé Carlos Albino, o “poeta lunar” devido ao fascino que [o autor] sente pelos elementos da natureza, especialmente, a “lua”.

José Carlos Albino disse à Rádio Pax, que “No Reino do Gerúndio” não escreve “sobre o Alentejo”, mas sim “com o Alentejo” dentro de si.

Quanto ao título, o poeta justifica que o gerúndio “é o tempo do verbo que tem movimento”, uma vez que no seu ponto de vista, “a vida não foi, não é, não será, mas vai sendo”.

A obra que vai na 3ª edição já vendeu 450 exemplares.

Zé Carlos Albino espera conseguir agradar a todos os leitores e conseguir chegar à 4ª edição.