ACOS abre curso de formação profissional sobre azeite

Tendo em conta a expressão e a influência da região do Alentejo na área do azeite, o Serviço de Formação Profissional da ACOS – Aassociação de Agricultores do Sul vai iniciar, em junho, um curso sobre azeite dirigido a vários agentes do setor.  

O curso sobre azeite tem a duração de 50 horas e vai ocorrer nas instalações da ACOS, em Beja.

Entre os objetivos contam-se “a identificação da matéria-prima com níveis de qualidade de acordo com a legislação em vigor e a aplicação adequada de processos tecnológicos, tendo em conta diferentes tipos de azeite”, refere a ACOS.

Além disso, pretende, também, evidenciar a “importância de análises físico-químicas para verificação e controlo de pontos críticos, entre outros procedimentos” relativos “à capacitação do produtor ou técnico agroindustrial”.

No decorrer do curso será feita uma abordagem a processos de colheita e verificação laboratorial de amostras, bem como, uma prova organolética de azeite.

Claudino Matos, diretor-geral da ACOS, esclarece que o curso é fruto de uma parceria entre a associação, o Instituto Politécnico de Beja, Instituto Politécnico de Portalegre e o Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Alentejo (CEBAL).   

O responsável realça, ainda, que o trabalho realizado na área do olival e do azeite pelo Laboratório de Química da ACOS.