16°C
Broken clouds

António Bota acusado de “perseguição política”

António Bota acusado de “perseguição política”

António Bota, presidente da Câmara de Almodôvar, retirou a confiança política e os pelouros à vereadora e vice-presidente da autarquia Lucinda Marques Jorge.

A ex-vereadora fala em “perseguição” e postura “ditatorial” do autarca.

Em causa estará a decisão de Lucinda Jorge em avançar com uma lista à presidência da concelhia de Almodôvar do PS, liderada por António Bota.

Lucinda Jorge disse à Rádio Pax que na última quinta-feira, na reunião da Comissão Política de Almodôvar do PS, foi confrontada por António Bota se iria avançar com a lista à concelhia “rosa”.

Ao confirmar essa pretensão “disse-me que iria assinar um despacho a retirar-me a confiança política, todos os pelouros e o regime de permanência na Câmara”, lamenta Lucinda Jorge.

“Estou a arrumar a minha sala e estou à espera que o senhor [presidente] me dê o despacho para tomar conhecimento”, adianta.  

A ex-vereadora classifica a atitude de António Bota como “ditatorial”.

“Se houve o 25 de abril foi para estas situações não acontecerem”, desabafa.

O vereador João Pereira, chegou a integrar a lista de Lucinda Jorge à Comissão Política de Almodôvar do PS mas, esta semana, anunciou a sua indisponibilidade e abandonou a lista, sem qualquer explicação.

O mal-estar criado pela lista de Lucinda Jorge não é novo nem as ameaças de António Bota que lidera também a concelhia socialista de Almodôvar.

“Numa reunião que houve dentro da Câmara, há uns meses atrás, em que foi chamado todo o executivo, foi dito aos três elementos do gabinete de apoio ao presidente que se me apoiassem seriam automaticamente despedidos”, denuncia Lucinda Jorge.

A ex. vice-presidente fala em “perseguição política” e condena o que diz ser a postura de António Bota de “quero, posso e mando”.

A Rádio Pax tentou sem sucesso ouvir António Bota.

Em nota de impressa, o Presidente da Câmara Municipal de Almodôvar justifica a decisão com “a falta de confiança política” na vereadora.

O autarca não aceita que, “em várias tentativas de criar consenso com o mesmo objetivo, a recusa tenha sido permanente”.

PUB

PUB

PUB

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn

Farmácia de serviço hoje na cidade de Beja

Publicidade

Mais Lidas

1
Ourique
Incêndio fatal em Ourique: homem perde a vida aos 62 Anos
2
Ressonância
Hospital de Beja: A espera terminou, Ressonância Magnética chegou
Devemos acarinhar os eleitores do Chega? Não! Não podemos
4
Bombeiros
Polémica nos Bombeiros de Beja: Lista rejeitada responde a comunicado da direção 
5
Odemira
Alunas de Odemira brilham em competição de ciência em Itália
6
25 de Abril
50 anos de Abril: Catarina Eufémia, um símbolo da luta antifascista
7
agricultores
Agricultores que cortaram estrada em Serpa identificados pelas autoridades
8
roubos em Beja
Semana com ameaças, agressões e roubos em Beja

Recomendado para si

25 de Abril
19/04/2024
Beja comemora 50 anos do 25 de Abril (com vídeo)
19/04/2024
Câmara de Beja investe mais de 300 mil euros no Parque de Feiras e Exposições
18/04/2024
Deputado do PSD por Beja garante que será “voz” dos agricultores na AR
Odemira
18/04/2024
OP de Odemira está a receber propostas
17/04/2024
OP de Castro Verde aumenta para 80 mil euros
16/04/2024
Munícipes podem apresentar propostas para o OP de Beja
Castro Verde
15/04/2024
Câmara de Castro avança com périplo pelas freguesias
Castro Verde
14/04/2024
PS de Castro Verde acusa freguesias CDU do concelho de desleixo