Beja: Autores locais e Celina da Piedade são as sugestões para o 2ºdia da Feira do Livro

Isabel Tomé, Dinis Cortes e Celina da Piedade

Arrancou, ontem, em Beja a 1ª edição da Feira do Livro “Solstício das Palavras”, num evento que se prolonga até ao próximo domingo, dia 27. Isabel Tomé e Dinis Cortes, autores regionais, apresentam os seus livros nesta terça-feira. Já Celina da Piedade é a proposta musical deste segundo dia da iniciativa.

Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja, destaca o dinamismo da feira, explicando que “é um mix de autores regionais e nacionais, que são protagonistas de “múltiplas conversas moderadas por convidados” e, ainda, com a possibilidade de “interação do público”.

O facto de contar com “pessoas das mais diversas proveniências, com as mais diversas formas de abordar as realidades” torna, segundo Paulo Arsénio, estas conversas e a própria feira “num evento interativo e participativo”, mas que cumpre todas as regras da DGS.

“2020-E o Mundo Parou” é o nome da obra da autoria de Isabel Tomé, que será lançada, pelas 18:30 horas, no Centro UNESCO, numa conversa com Catarina Pazes, enfermeira coordenadora da Equipa Comunitária Beja+ da ULSBA e Presidente da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos.

As vendas do livro da autora natural de Vale de Vargo revertem para a Associação Flor do Enxoé.

Às 21:00 horas, Dinis Cortes apresenta o livro “A Balada do Mingo-Rei”, numa conversa moderada por Manuel Calado que acontece no Parque Vista Alegre. À mesma hora, decorre em simultâneo, no logradouro do Centro UNESCO, um espetáculo com Celina da Piedade.

A parceria com a ASSESTA irá permitir outros encontros, ao longo da semana, com escritores do Alentejo como Francisco do O Pacheco, José Fernando Rosa Mendes ou Vítor Encarnação, nos finais de tarde, de segunda a sexta-feira, também, no Centro UNESCO.