“Beja Consegue” acusa Câmara de falhar nos apoios às artes

A Coligação “Beja Consegue” vem em comunicado lamentar que a Câmara de Beja não tenha conseguido garantir apoios para a programação cultural do Pax Júlia.

A Direção-Geral das Artes lançou um primeiro concurso de apoio à programação de teatro e cineteatros para promover a “coesão territorial à cultura e às artes em Portugal”.

O Cineteatro Pax-Júlia, pertencente à Câmara Municipal de Beja, entregou um projeto no sentido de ser financiado num valor máximo de 400 mil euros, divididos em 4 anos.

De acordo com a Coligação, liderada pelo PSD, “das 53 candidaturas entregues, a entregue pelo município Bejense conseguiu a proeza de obter a quarta pior classificação do país, com uma extraordinária pontuação de 35,31%”, quando era exigida uma pontuação igual ou superior a 60%.

Nuno Palma Ferro, vereador do “Beja Consegue” na Câmara de Beja afirma que o concelho perdeu 400 mil euros. Em seu entender, houve um “falhanço” que demonstra que “algo relacionado com o cineteatro Pax- Júlia não está bem”.