Beja: Três condenados a prisão efetiva por tráfico de droga e notas falsas

O Tribunal de Beja condenou, esta sexta-feira, três arguidos a prisão efectiva, decretou penas suspensas a seis pessoas e absolveu três. Os doze arguidos estavam acusados de tráfico de droga e passagem de notas falsas.
A detenção aconteceu no dia 22 de Janeiro de 2018, na vila de Cuba (Beja), na sequência de uma operação, desenvolvida pela GNR. A intervenção das autoridades permitiu apreender 430 doses de cocaína, 268 de haxixe, 12 de folhas de canábis, nove de MDMA, uma planta de canábis, seis viaturas, 3.580 euros em notas falsas e cerca de 3.000 euros em dinheiro.
O coletivo de Juízes determinou a prisão efectiva a Alexis Capela (22 anos), Manuel Penas (35 anos) e João Correia (27 anos), atribuindo penas entre os cinco e oito anos. Neste caso foram condenados ainda cinco homens e uma mulher a penas suspensas entre os dois e seis anos pelos crimes de tráfico de menor gravidade. Um homem e duas mulheres foram absolvidos pelo tribunal.
Marco Gavião, de 32 anos, um dos arguidos que se encontrava em prisão preventiva, saiu em liberdade.
As doze pessoas têm idades entre os 19 e os 35 anos.