Câmara de Beja deixa cair obra dos Percursos Acessíveis por falta de concorrentes

A Câmara Municipal de Beja anuncia que dois concursos públicos ficaram desertos.

Um diz respeito à 2ª fase dos percursos acessíveis no centro histórico da cidade lançado por 300 mil euros, 20% acima do valor estimado inicialmente.

A empreitada previa a ligação da Praça Diogo Fernandes (Jardim do Bacalhau) à Avenida Miguel Fernandes.

Segundo Paulo Arsénio, presidente do município de Beja, “não há interessados na obra” e a autarquia decidiu candidatar a empreitada, posteriormente, se houver financiamento no novo quadro comunitário.

Por outro lado, também não houve candidatos ao concurso de 700 mil euros destinado à Zona de Acolhimento Empresarial Norte.

Paulo Arsénio afirma que, apesar do concurso ter ficado deserto, existem boas expetativas para o futuro desta obra.