Câmara de Beja disponível para discutir problemas da saúde

A Câmara de Beja está disponível para, “com os meios de que dispõe”, dar o seu contributo na resolução dos problemas de saúde. A garantia foi deixada à Rádio Pax pelo presidente do Município.

A reacção de Paulo Arsénio surge na sequência do manifesto público, subscrito por doze Directores de Serviço do Hospital José Joaquim Fernandes, a alertar para o “risco de colapso” nas urgências de Pediatria e Obstetrícia.

O documento foi enviado a todas as Câmaras do Baixo Alentejo e à Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL).

Sobre o Manifesto, a Câmara de Beja não se pronuncia. Paulo Arsénio mostra-se disponível para participar em qualquer fórum alargado de discussão do problema da falta de médicos.