Câmara de Beja entrega valor previsto para fogo-de-artifício ao Banco Alimentar

O valor que estava previsto para o fogo-de-artifício da Passagem de Ano 2020-2021, cerca de 7 mil e 500 euros, foi convertido, em donativo, de 10 mil euros para o Banco Alimentar contra a Fome de Beja.

A informação é avançada pelo presidente da autarquia de Beja, que esclarece igualmente que a proposta de converter aquele valor em donativo para o Banco Alimentar foi aprovada, em reunião de Câmara, de 16 de dezembro e entregue na semana seguinte.

Segundo Paulo Arsénio, “com este donativo financeiro serão adquiridos os alimentos mais necessários em função das carências mais emergentes no momento e que serão depois distribuídos pelas instituições que prestam assistência a quem dela efetivamente necessita”.

O autarca explica que, desta forma, é possível “reforçar o abastecimento regular às pessoas e famílias”.

Além disso, Paulo Arsénio considera que este donativo permite a quem está “diariamente no terreno”, neste caso, o Banco Alimentar, de “fazer a gestão da distribuição, em função, das sinalizações que tenham” e “de não ser o executivo de forma assistencialista a distribuir pelos mais necessitados, alguns cestos de produtos”.