12°C
Scattered clouds

Câmara de Odemira aumenta orçamento em 2023 para 51ME

Câmara de Odemira aumenta orçamento em 2023 para 51ME

A Câmara de Odemira (Beja) vai contar com um orçamento de 51 milhões de euros em 2023, mais seis milhões do que este ano, prevendo várias obras e uma aposta na manutenção de estradas e na cultura.

“Este orçamento já contém algumas componentes que, para nós, são importantes do ponto de vista estratégico para este mandato”, revelou hoje à agência Lusa o presidente deste município do litoral alentejano, Hélder Guerreiro (PS).

O Orçamento e Grandes Opções do Plano (GOP) da Câmara de Odemira para 2023 foram aprovados, por maioria, pelo executivo municipal no final de novembro, com os votos a favor do PS e contra da CDU.

Os documentos foram igualmente aprovados, por maioria, na sessão da Assembleia Municipal realizada na semana passada, com 19 votos a favor do PS, oito votos contra da CDU e as abstenções dos eleitos da coligação “Juntos Cumprir Odemira” (liderada pelo PSD), do Bloco de Esquerda e da Iniciativa Liberal.

Segundo o presidente do município, em 2023, vão avançar três obras que “vêm do mandato passado”, nomeadamente o Centro Escolar de São Luís, o centro de atividades ocupacionais para a Associação de Paralisia Cerebral de Odemira e uma ecovia/ciclovia em Almograve.

“São três obras com uma marca da continuidade do ponto de vista do investimento”, o qual, no global, ascende a “cerca de quatro milhões de euros”, revelou.

A par disso, está previsto um investimento “na ordem dos dois milhões de euros” em estradas municipais e em diversas ruas dos aglomerados urbanos do concelho, para a “melhoria das condições de circulação”.

“Uma outra marca de novidade”, continuou Hélder Guerreiro, “é o aumento, de cerca de 700 mil euros, nas transferências para as juntas de freguesia, muito focado na limpeza urbana”.

“É uma componente em que queremos investir muito, para melhorar a qualidade de vida no espaço urbano”, justificou.

A câmara estima igualmente proceder a um “aumento substancial” no investimento no setor da Cultura, eleita “como área de futuro para o concelho”.

“Pensamos que a Cultura pode ser geradora de atratividade para o território, de novas oportunidades profissionais e de melhor qualidade de vida”, justificou Hélder Guerreiro.

O autarca disse ainda que, no aumento de quase seis milhões de euros no orçamento de 2023 face ao deste ano, cerca de 3,5 milhões de euros dizem respeito à transferência de competências do Estado para o município “na área da Educação”.

“Entraram 150 pessoas provenientes das escolas para o quadro do município”, concluiu.

Rádio Pax / Lusa

PUB

PUB

PUB

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn

Farmácia de serviço hoje na cidade de Beja

Publicidade

Mais Lidas

1
Ourique
Incêndio fatal em Ourique: homem perde a vida aos 62 Anos
2
Ressonância
Hospital de Beja: A espera terminou, Ressonância Magnética chegou
Devemos acarinhar os eleitores do Chega? Não! Não podemos
4
Bombeiros
Polémica nos Bombeiros de Beja: Lista rejeitada responde a comunicado da direção 
5
Odemira
Alunas de Odemira brilham em competição de ciência em Itália
6
25 de Abril
50 anos de Abril: Catarina Eufémia, um símbolo da luta antifascista
7
agricultores
Agricultores que cortaram estrada em Serpa identificados pelas autoridades
8
roubos em Beja
Semana com ameaças, agressões e roubos em Beja

Recomendado para si

Aljustrel
24/05/2024
Câmara de Aljustrel vai doar valor da bilheteira da Feira do Campo às cinco IPSS do concelho
24/05/2024
Mértola promove mais uma Jornada da Caça
24/05/2024
Livro em festa na cidade de Serpa
Aljustrel
24/05/2024
Aljustrel promove leitura em mais uma Feira do Livro
24/05/2024
Encontro FitSénior reúne 280 seniores em Moura
24/05/2024
CCDR Alentejo inaugura novas instalações dos Serviços Regionais do Baixo Alentejo em Beja
Festival
24/05/2024
Festival do Caracol arranca em Cuba para três dias de animação
23/05/2024
Gonçalo Moreira defende apoios “adequados” para exigências ecológicas da PAC