Câmara de Serpa alerta para “publicidade enganosa”

A Câmara fala em “venda agressiva” e “publicidade enganosa” de dispositivos de controle da qualidade da água.

O município assegura que “a água da rede pública distribuída pela autarquia de Serpa respeita todos os padrões legais em termos de qualidade para consumo humano”.

A Câmara acrescenta que “não é necessária a instalação de qualquer aparelho de purificação ou filtragem de água nas habitações abastecidas pela rede pública”.

De acordo com a autarquia, os munícipes são convencidos a adquirir os equipamentos que podem chegar a alguns milhares de euros, pagos a prestações, e sem qualquer necessidade.

Num alerta publicado pelo município pode ler-se que “o cumprimento dos padrões de qualidade pelas autarquias é reforçado pela monitorização a nível nacional da Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos (ERSAR) que sublinha que a água da rede cumpre todos os parâmetros de qualidade”.