Cáritas de Beja acolhe 40 timorenses

A Cáritas Diocesana de Beja está a acolher, temporariamente, a pedido da Segurança Social, 40 timorenses.

Os imigrantes têm o “apoio de emergência” da Cáritas, após terem ficado numa situação de sem-abrigo.

“A lotação máxima [do espaço] é de 40 pessoas e oscila de dia para dia com saídas e entradas geridas pela Segurança Social”, frisa Isaurindo Oliveira.

O presidente da Cáritas de Beja adianta que algumas pessoas que encontram emprego saem, mas entram novos imigrantes em situação de sem-abrigo.

A Cáritas garante também as refeições aos imigrantes timorenses.

Isaurindo Oliveira admite que a instituição, para estes casos, tem a sua capacidade “esgotada”.

A Caritas Diocesana de Beja agradece a todos os colaboradores “o empenho e dedicação demonstrada para responder de forma imediata a esta causa humanitária”.