Carlos Moedas de regresso a Portugal

O bejense Carlos Moedas, comissário europeu para Investigação, Ciência e Inovação, deverá regressar a Portugal.

O ex-secretário de Estado de Pedro Passos Coelho está a terminar o mandato enquanto comissário europeu para Investigação, Ciência e Inovação.

O “Expresso” noticiou que o futuro de Carlos Moedas pode passar por instituições nacionais como a Fundação Calouste Gulbenkian ou a Fundação Champallimaud.

Carlos Moedas disse ao “Expresso” que não recebeu qualquer convite. No entanto, admitiu que gostaria de trabalhar em “instituições ligadas às áreas da investigação”.

Carlos Moedas tem 48 anos. Passou a infância e adolescência em Beja. Aos 18 anos foi estudar para Lisboa, onde fez a Licenciatura em Engenharia Civil.

Entre 2000 e 2002 fez um MBA na Harvard Business School.

Encabeçou a lista do PSD pelo círculo de Beja às Legislativas de 2011. Foi eleito como deputado, mas não chegou a tomar posse uma vez que integrou o Governo de Pedro Passos Coelho.

Trabalhou como consultor no Deutsche Bank e foi colaborador da Goldman Sachs.