Castro Verde recebe mais uma edição da Feira de S. Sebastião

O Centro de Promoção do Património e do Turismo dinamiza durante o dia uma série de iniciativas em torno da hortícola que dá nome à feira: o pau-roxo ou cenoura roxa.

Para hoje está prevista uma conversa em torno da importância da preservação das hortícolas tradicionais e uma aula com um chefe de cozinha sobre como cozinhar o pau-roxo. Segue-se ainda uma mostra gastronómica de pratos confeccionados com o produto rei do dia.

Nos restaurantes da vila é possível provar pratos confeccionados com pau-roxo. No Mercado Municipal e na Loja da Fruta pode ser adquirida esta cenoura característica.

Carlos Pedro, responsável pelo Centro de Promoção, fala da redução do consumo e da produção do pau-roxo. Carlos Pedro considera que tem de ser desenvolvido um trabalho em duas frentes: aumentar a produção e incentivar o seu uso na cozinha.