“CDU não fez e agora não deixa fazer” diz PS de Castro Verde

O Partido Socialista de Castro Verde “lamenta” o que diz ser uma “acção de bloqueio” concretizada pela CDU, que na última Assembleia Municipal “chumbou” a constituição da empresa “Águas do Baixo Alentejo”, para gestão da água em baixa.

De acordo com o PS de Castro Verde, “a proposta apresentada pelo Executivo era o replicar do sistema que actualmente existe para a distribuição em alta e que foi aceite pelo anterior Executivo”.

Ao votar contra esta proposta, “a CDU está, em suma, a assumir que, para além da sua incapacidade para resolver o problema enquanto esteve no poder, apoia-se agora na sua maioria democrática na Assembleia Municipal para impedir que o PS o resolva”, adiantam os socialistas em nota de imprensa.

O PS lembra que “a solução apresentada pelo Executivo implicava um investimento na rede de águas do concelho superior a 6 milhões de euros, com maior incidência nas redes de Castro Verde, Entradas e Casével”.

A Câmara Municipal de Castro Verde “manteria intocável a sua capacidade de intervenção ao nível das tarifas, planos de actividade e investimento”, adianta a mesma fonte.

Leandro Gonçalves, membro da concelhia do PS de Castro Verde frisa que “perdeu-se uma óptima oportunidade” para resolver “definitivamente” os problemas do abastecimento de água naquele concelho.