Centro UNESCO começa a funcionar hoje em Beja

O Centro UNESCO para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial em Beja (CEUSPCI) abre hoje as portas.

O Centro, instalado no edifício do antigo Clube Bejense, resulta de uma parceria estabelecida entre o Município de Beja, a UNESCO, a Direcção Regional de Cultura do Alentejo, o Centro Nacional de Cultura, a Fundação Aga-Khan, o CENA – Sindicato dos Músicos, dos Profissionais do Espectáculo e do Audiovisual, a MODA – Associação do Cante Alentejano e a Confraria Gastronómica do Alentejo.

“A inventariação de práticas e saberes populares, a promoção o Cante Alentejano e outras manifestações musicais tradicionais e a implementação do programa UNESCO ‘Tesouros Humanos Vivos’, valorizando os portadores de memória e sabedoria de inegável valor universal, são alguns dos objectivos que este Centro UNESCO pretende assumir”, revela a Câmara de Beja.

De acordo com a mesma fonte, a criação deste Centro deve ser vista “como uma reacção à crescente debilidade demográfica do interior, em particular do Alentejo, que partindo da valorização das suas gentes pretende projectar uma sociedade para o futuro ancorada nas práticas e memórias que estes patrimónios imateriais evocam”.

O Centro é inaugurado às 18 horas. Às 22 horas actuam na Praça da República as Vozes Búlgaras Angelite e Cantadores do Desassossego com a participação de António Zambujo.